Infraestrutura - Ferrovia e Rodovia

Os estudos geológicos e geotécnicos constituem uma das bases para um projeto econômico de rodovias e ferrovias. Por serem obras lineares que atravessam comumente diversos tipos de terrenos, os estudos de traçados alternativos, o conhecimento dos materiais geológicos envolvidos (solos e rochas), as características geotécnicas (subleito, fundação de aterro, fundação de obra de arte especial e corrente, estabilidade de taludes, tratamento de áreas com solo mole, etc) são fundamentais num mundo competitivo.

Assim, programas de sondagens - poço, trado, percussão, mista ou rotativa - baseados no conhecimento prévio dos tipos de terrenos e ajustado a cada cenário da via é solução para identificação das bases de conhecimento. As dificuldades da execução dessas investigações vem impactando de forma brutal a boa técnica de engenharia e, por consequência, os custos. 

Atualmente as leis ambientais de restrições vem atuando de forma decisiva na obtenção de dados de sondagens, influenciando nas soluções de engenharia. A utilização de materiais naturais (jazidas de materiais granulares e áreas de empréstimo de solo) disponíveis muitas vezes ao longo do traçado da via favorece significativamente a redução de custo da construção, no entanto questões ambientais e de  propriedade ou mesmo questões técnicas de cronograma vem impondo a busca de soluções alternativas utilizando-se outras metodologias estabilização granulométrica com brita, aditivos químicos (cal e/ou cimento), tendência da utilização de túneis para solução de traçado e utilização de elementos geossintéticos, entre outras, é uma tendência atual.

Geopetrus Engenharia®

Voltar